segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Show do Garage+Odisseia - Resenha

Com tantas opções no fim-de-semana (ver shows da semana), optei pelo clássico: fui ao show que carregava a lendária marca do Garage Art Cult, no Teatro Odisseia. Como queria conforto, cheguei de taxi. Isso me fez pensar um pouco: será que R$20,00 é mesmo caro pra entrar no show? Fiquei 15 minutos no carro, paguei quase a mesma coisa pelo transporte e não ouvi nem o som do rádio.
Bom, se ainda estivesse na faculdade, e contando cada centavo do meu salário de estágio ou bolsa, pagar uns R$5,00 a menos talvez fizesse a diferença. Venda antecipada de ingressos com valor mais baixo pode ajudar, espero que a casa considere essa possibilidade nos próximos shows. Estagiário também é gente e merece ouvir boa música :-D!
Quanto ao transporte, não dá pra reclamar. É fácil chegar ao Odisseia tanto de metrô quanto de ônibus. Dependendo do ponto de partida, mesmo a pé se pode ir facilmente.
Há também quem fale que o preço das bebidas é caro, mas o já tradicional "pré-night" resolve, ainda mais porque a consumação da cartela é livre.
De qualquer forma, entrar em um espaço com aquela estrutura de palco, aquele som e um bar bem servido fazem uma senhora diferença. É muito agradável entrar no Odisseia. Ah, sim: os banheiros também são limpos. Eu gosto de conforto, e pago para ter isso, numa boa.
Logo quando cheguei, o lugar ainda estava um pouco vazio. Puxa, o fim-de-semana já estava tão agitado, deve ser por isso que tem pouca gente - pensei. Mas aos poucos, a casa foi enchendo, e quando olhei para trás novamente, me surpreendi: havia muito mais pessoas do que esperava, mesmo com shows na sexta, no sábado e mais um no mesmo dia. Sem contar a prova do ENEM, que deixou alguns com a cabeça fervendo e impossibilitados de curtir as bandas. Sinto pena deles... Que show perderam!
Statik Majik

Painside

Syren

As bandas Statik Majik, Painside e Syren estão de parabéns! Das três, a única que ainda não tinha ouvido nada era o Statik Majik, e foi uma grata surpresa. Especialmente Thiago "Incansável" Dominogorgoth, que tocou nesta e também na banda Painside (ótima, a propósito). Syren fechou com chave de ouro uma noite perfeita.
Parece que a Fênix está ressurgindo das cinzas com todo seu esplendor, agora. Se os primeiros shows com a marca do Garage não tiveram tanto público, este mostra que a coisa vai engrenar do jeito que o nome merece. Fábio fez uma excelente seleção de bandas e uma ótima escolha do espaço.
Programa recomendadíssimo para os domingos, infinitamente melhor que derreter o cérebro diante da TV. E vou de novo, quantas vezes puder!

E você, o que tem pra contar? Foram tantos shows essa semana... Mande sua resenha para sigried.nb+riodemetal@gmail.com ou deixe seu comentário aqui embaixo!

2 comentários:

  1. Poxa, somente agora vi a resenha. Me desculpem. Mesmo que atrasado de minha parte, gostaria de agradecer pelos comentários! Muito obrigado

    Leandro Carvalho - PAINSIDE - guitarra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ora, por nada! Vcs merecem! Um grande abraço! \,,/

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...